Volta de S.Pedro de Castro

Domingo, dia 2 de Maio, dia da mãe, dia do já tradicional almoço na Festa de S.Pedro de Castro!
8h45, hora para chegar às Estrelinhas (daqui por diante será em outro lugar, pois estas fecharão ao Domingo). Houve malta que se atrasou, para não variar muito! :D
Lá arrancámos rumo a uns singles tracks bem porreiros, por forma a irmos dar a uma subida/descida que o nosso Xossé queria fazer. A descer, fácil, mas a subir, deveras difícil.
O Xossé tirou ar aos pneus e subiu-a. Grande técnica e muita força, era mesmo preciso ter!
Eu bem tentei, mas nem a meio cheguei, tal não era o ritmo cardíaco.
Bom, de seguida fomos até à lagoa e avançámos direito à tradicional estrada que nos leva a S.Pedro de Castro. O Martins, não sei por que carga de água, fez-nos andar literalmente por meio do mato, giestas, balsas, etc, etc.
Conclusão: Pernas todas riscadas e a arder um bocado, mas nada que não se fizesse!
Posto isto, lá chegámos ao local, com uns míseros 20 kms feitos e uma média de 10 à hora, julgo! Eh, eh!
Lá comemos o frango e bebemos umas minis que era o que interessava.
Depois do almoço, regressámos a Ferreira (alguns, eu, o Rui Martins, o Xossé e o Tiago). O Eugénio, o Farinha e o Francisco vieram depois. Não sei se vieram ou não de bike, até porque o kota de bigode já não devia estar em condições de fazer a subida para FZZ!
Desta vez os betetistas que mantiveram a tradição:
Eugénio, Farinha, Francisco, Xossé, Tiago, Martins e eu!

Maratona de Portalegre 2010

Acordamos bem cedo para chegarmos cedo a Portalegre.
As 6 da manha já la estávamos a preparar as maquinas.
Sete em pontos estávamos á entrada do controlo do km 0 para arranjar um bom lugar para partir.

A partida foi sempre a queimar com o Xossé. A media dos primeiros 4 kms  foi de 43kms/h. Seguimos alguns kms no grupo da frente até que as subidas começaram a apertar.
Depois da separação seguíamos nos 30 primeiros e com um belo trabalho de equipa lá fomos os dois passando mais alguns.
Aos 30kms íamos com media de 22kms/h. Foi quando furei e perdi a hipótese de fazer uma boa classificação.

O Xossé pouco depois de eu ter furado também se perdeu, perdendo também a possibilidade de fazer uma boa classificação.

Cheguei em 02:59h ficando em 97º. O Xossé já estava á minha espera. Chegou em 60º com 2:52h. Ao chegar recebi sms do Bruno a avisar que tinha furado a meia dúzia de kms da meta (Troco camaras de ar 4 vezes mais rápido que ele... eheh ). Chegou em 521º com 03:42h

Enquanto esperávamos por ele fomos andando para a barraca das massagens onde recuperamos um pouco as pernas para o btt do dia seguinte. Seguido o banho e o almoço regressamos Ferreira.



Volta do Arroz de Marisco

Hoje compriu-se a tão falada volta do Arroz de Marisco.


Esta consistiu em ir de Ferreira do Zêzere até à Praia da Vieira comer uma arroz de marisco.


Eram cerca de 100kms que como já se esperava foram marcado por picardias entre os elementos mais novos e os kotas do grupo.


Mas foi bem notório o domínio dos mais novos. os kotas só apareciam as

vezes para fazer um sprint para picar ou então iam á mama para atacar

no fim... eheh


Eu para manter a tradição la tive de ter um furo. A sabotagem dos kotas desta vez deu resultado.


Mesmo assim não me conseguiram parar. Com uma bicicleta emprestada ainda tive de os "rebocar" o resto do caminho. :P


Chegados à praia os mais novos mostram quem é que manda e eu e o Xossé fazemos-nos ao mar para um refrescante mergulho.


Depois de outro banho em agua doce seguimos todos para o restaurante para comer o tal arroz.


Missão comprida. Viagem de regresso a casa ainda com uma passagem pela praia de São Pedro de Moel